Ler para crescer: Feliz Aniversário, Lua

Tenho em casa duas devoradorinhas de livro. Mariana, por exemplo, não conhece letra alguma do ABC, mas passa horas folheando livros e contando histórias prá si mesma. A Melissa, em processo de alfabetização, ainda não lê sozinha, mas sempre pede que eu a ajude e curte demais escutar capítulos seguidos de livros extensos como Alice no País das Maravilhas ou Pipi Meialonga. Leitura é  um momento super prazeiroso aqui em casa… pois é!

E é na maior cara de pau que eu roubo o título e a categoria deste post lá do blog da Mi Müller. Ela deixou, tá gente? É que coisa boa a gente imita mesmo e literatura infantil é um assunto que sempre vale ser comentado. Hoje falo de um livro que a Mel trouxe da escola ano passado e virou queridinho das meninas logo na primeira leitura. Foi lido e relido uma dezena de vezes durante o fim de semana  (claro que eu comprei um exemplar para deixar na nossa prateleira depois que o da escola foi devolvido).

Feliz Aniversário, Lua – de Frank Asch, 1982. Global Editora.

É uma história que fala sobre amizade. Uma noite o ursinho olha para o céu, pensa como seria legal dar um presente de aniversário para a lua e tenta descobrir o que a lua gostaria de ganhar. Mas a lua não responde de imediato. Então o ursinho embarca em uma jornada atravessando rios,  andando pela floresta e escalando montanhas para ficar mais próximo dela. Taí um ensinamento simples, mas de grande valia: a amizade precisa de dedicação e, algumas vezes, requer algum esforço.

Lá em cima das montanhas, bem “pertinho” da lua, o ursinho chama e ela responde. Na verdade , o que o ursinho escuta é o eco de sua própria voz. Ele pergunta: “Quando é o seu aniversário?” e a lua lhe faz a mesma pergunta. “Ora, por acaso meu aniversário é amanhã!“, diz o urso. E que divertido quando  ele descobre que, por acaso, o aniversário da lua também é amanhã! O urso, então, quer saber que presente a lua deseja e, obviamente, a mesma pergunta lhe é feita, ao que ele responde: “Eu quero um chapéu“, exatamente o mesmo desejo da lua.

A partir daí acontecem altas confusões para que o urso e a lua consigam trocar seus presentes. E não é que conseguem? Na noite do seu aniversário, o ursinho coloca o chapéu no galho de uma árvore para que a lua pudesse encontrá-lo. Mas durante a noite, enquanto ele dorme, o chapéu cai da árvore. Na manhã seguinte, ao encontrar o chapéu no chão, o ursinho pensa que a lua também lhe dera um chapéu. Fofo demais, não?

Só que um vento sopra muito forte e leva o chapéu embora. Então o ursinho retorna ao topo das montanhas prá falar com a lua e confessar que perdera o presente. Lá ele descobre que a lua também perdera o lindo chapéu que o ursinho deu. E é claro que eles perdoam um ao outro, como amigos de verdade que se desentendem, mas voltam a se entender: “Não faz mal. Mesmo assim eu ainda gosto de você“, diz o ursinho e, em seguida, diz a lua.

E é assim uma das histórias preferidas da hora de dormir aqui de casa. Acho que eu não sei fazer resenha, mas espero que gostem do livro. Além da amizade, podemos abordar vários outros assuntos, como aniversário, dar e receber presentes, o eco, a floresta, as montanhas, a lua… etc, sem falar das ilustrações que são simples, mas de encher os olhos.

Faixa etária: 2 a 5 anos.

Entrou por uma porta, saiu por outra e quem quiser que conte outra!

Posted in ler para crescer, livros | 17 Comments

O fim das 52, err… 16 semanas

Daí que minha amada e querida  lente 18-55mm quebrou, não só partindo meu coração em mil pedaços, como, também, impossibilitando a conclusão dos projetos 52 semanas que eu tinha em andamento. Prá quem não conhece, o P52 é um projeto fotográfico que tem o seguinte objetivo geral: tirar uma foto por semana durante as 52 semanas do ano. Eis, então, os meus dois projetos:

52 semanas de auto-retrato: algo super narcisista da minha parte, mas que nasceu após a constatação de que foto minha era artigo raro dentro de casa. Um pouco porque ninguém tira fotos de mim #mimimi e um outro tanto porque, não vou negar, me sinto desconfortável na mira das lentes de outras pessoas. Me “auto-fotar” vinha sendo uma experiência divertida, interessante e eu estava curtindo as fotos. Sim, eu podia continuar com a câmera compacta… mas, sei lá, entende? O encanto sumiu quando a lente foi pro saco.

52 semanas Pic Picolé: o projeto fotográfico das meninas, suas brincadeiras, sapequices e fofurices! Tem coisa mais deliciosa que fotografar menino brincando? Doida prá arrumar disposição e voltar a fotografar as crianças.

Espero que essa situação (lente quebrada + falta de ânimos prá fotografar) se reverta em breve. Todos casos, fica aqui o aviso oficial do fim dos projetos fotográficos de 2010.  😦

Posted in 52 semanas, fotografia | 24 Comments

Um blog novo, de novo!

Quem me conhece sabe que sou uma blogueira de meia tigela. Já criei blog sobre maternidade, scrapbooking, craft… e acabei deletando todos eles. Geralmente fico meses (e até anos, rs) sem postar nada, mas é fato que às vezes eu sinto falta de ter um cantinho para escrever minhas besteiras e interagir com as amigas blogueiras que amo.

Então tá aqui, o anapaulices, onde escreverei – ou não – sobre tudo o que me der na telha! Não liguem se eu desaparecer depois do Natal. 🙂 rs!

Posted in Uncategorized | 10 Comments